REDE LIVRARIA

quarta-feira, 24 de junho de 2009

FOFOQUEIRO

Estas seis coisas aborrecem ao Senhor, e a sétima a sua alma abomina (Provérbios 6.16).

A alma expressa os sentimentos e emoções, já o espírito expressa o intelecto e a razão. Os gostos pessoais, as preferências, e as sensações são sentimentos que captamos pela alma, é ela que determina se gostamos, ou não, de alguma coisa. Há coisas que nos aborrecem, e outras que não suportamos, por exemplo: um filho desobediente incomoda, mas o suportamos por causa do amor. Já a roupa suja de suor e poeira, após um dia de trabalho, é algo que queremos nos livrar imediatamente, e nada como um bom banho e uma boa roupa limpa para nos dar aquela sensação agradável de bem estar, ter aversão a uma roupa suja, ou antipatizar algo que nos incomoda é o mesmo que abominar, sendo esta a diferença entre o que nos aborrece e o que abominamos.

O Aborrecimento é um sentimento que surge por algo que nos incomoda, mas que ainda é suportável. Já a abominação é um sentimento que surge diante de algo que já não podemos suportar, porque se torna detestável. O aborrecível nos causa enfado, mas o abominável nos causa horror, ódio, aversão.

Há algumas classes de pecados tão detestáveis, que a palavra de Deus classifica-os como abomináveis, isto não significa que os demais se tornem aceitáveis ou atenuados diante daqueles. Um tipo de pecado que a Bíblia classifica como abominável é: “o que semeia contenda entre irmãos”, o fofoqueiro é aquele que semeia com a língua tais contenda, adora um mexerico, a sua língua destila um veneno capaz de matar uma grande amizade.

Seis pecados que incomodam ao Senhor, mas o sétimo a sua alma detesta (Provérbio 6.16-19):
1 – Olhos altivos (o orgulhoso);
2 – Língua mentirosa (aquele que mente em favor próprio);
3 – Mãos que derramam sangue inocente (o homicida);
4 – Coração que maquina pensamentos viciosos (aquele que alimenta qualquer tipo de pensamento mal, não se trata de pensamentos fora do nosso controle, que porventura pousem em nossas cabeças, mas daqueles que são “maquinados”, ou seja, aceitos e alimentados como um vício trabalhado com prazer);
5 – Pés que se apressam a correr para o mal (entrar em contendas);
6 – Testemunha falsa que profere mentiras (aquele que mente em favor de outro);
7 – O que semeia contendas entre irmãos (em primeira instancia “o fofoqueiro”, em segunda instancia “quando desabafamos sobre alguma mágoa pessoal”).

O fofoqueiro leva e traz conversa, adora criar intrigas, e quando destrói alguma amizade, lava as mãos e diz que não teve nada haver com isso, é um sujeito mau caráter, daqueles que têm coceira na língua, é incapaz de defender seus amigos, mas aluga o seu ouvido dando lenha ao fogo dos comentários, para depois sair correndo e “semear” o mal no coração do comentado. Nas condições apresentadas acima percebemos que o fofoqueiro (semeador de contendas) é até mais detestável do que o homicida e as outras cinco classes de pecados, que incomodam a Deus.
Se por acaso for esse o seu caso, aconselho sair deste caminho. O espírito de fofoca é um demônio tão destruidor quanto o espírito de morte. Todo fofoqueiro é um oprimido que precisa de libertação, ele é um covarde que teme admoestar com mansidão em favor do homem, ao invés prefere atacá-lo fazendo comentários a terceiros sobre seus erros.

Há um caso mais sutil de “semear contendas” sem caráter de fofoca, isso pode acontecer quando desabafamos com pessoas que nos amam muito, sobre alguém que nos magoou, em geral as pessoas que nos amam vão ficar também magoadas com quem nos magoou. É preciso ter muita prudência nesse tipo de comentário, pois vindo a resolver a nossa questão, ainda ficará pendente no coração de muitas pessoas que nos amam, ou seja, mesmo que eu perdoe quem me magoou, pode ser que meus amigos, que me amam, e que não tinham nada a haver com o meu problema não perdoem quem me magoou, isso porque querem bem demais a mim para suportar o que me fizeram. Portanto muita prudência nos nossos comentários, nem todas as pessoas tem maturidade suficiente para lidar com determinados assuntos. Desabafar com Deus em oração é a melhor maneira de aliviar um coração magoado, se precisar falar com mais alguém peça a Deus que lhe mostre uma pessoa idônea.
Se você ainda for um “semeador de contendas” ore a Deus pedindo o seu perdão, que ele te perdoará, e da próxima vez que a língua coçar, se lembre que você não quererá se tornar uma pessoa detestável.

Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia. (Tiago 3.5).
Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem, para que sejais filhos do vosso Pai que esta nos céus. (Mateus 5.44).

5 comentários:

n@n@ disse...


41:1 ¶ Poderás tirar com anzol o leviatã, ou ligarás a sua língua com uma corda?
Salmos
5:9 Porque não há retidão na boca deles; as suas entranhas são verdadeiras maldades, a sua garganta é um sepulcro aberto; lisonjeiam com a sua língua.
Salmos
10:7 A sua boca está cheia de imprecações, de enganos e de astúcia; debaixo da sua língua há malícia e maldade.
Salmos
12:3 O SENHOR cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente.
Salmos
15:3 Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo;
Salmos
34:13 Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano.

Salmos
39:1 ¶ [Salmo de Davi para o músico-mor, para Jedutum] Eu disse: Guardarei os meus caminhos para não pecar com a minha língua; guardarei a boca com um freio, enquanto o ímpio estiver diante de mim.
Salmos
140:3 Aguçaram as línguas como a serpente; o veneno das víboras está debaixo dos seus lábios. (Selá.)
Provérbios
15:4 ¶ A língua benigna é árvore de vida, mas a perversidade nela deprime o espírito.


Paz irmão Deus abençoe sempre para vc vim com esta mensagem pq é salvação

Danilo Fernandes disse...

Ola Irmão Sidney!

Sem dúvida o fofoqueiro é um dos tipos de formiga saúva que abundam em nossas igrejas.

Bom saber que ainda há tamanduá nesta igreja (e neste mundo) cheio de formiga saúva a traçar nosso pão! Vi o link de seu blog no blog de um amigo. Vim conhecer e gostei. Vou segui-lo a partir de agora. Se tiver oportunidade, visite o meu também.

Graça e Paz

Danilo

http://genizah-virtual.blogspot.com/

Sidney disse...

Amados n@n@ e Danilo, o Senhor vos abençoe em todas as tuas obras com abundância, e sejam sempre plenos em toda a vossa maneira de viver.
Um grande abraço.
A paz do Senhor.

Anônimo disse...

Que Deus tenha piedade do meu atual marido ele é um maricas. Que não tem travas na lingua, com certeza ele é um doente. A paz do Senhor esteja conosco. Amém, Louvado seja.

Sidney disse...

Amada de Cristo.
Você não deveria usar tais termos para se referir ao seu companheiro, ninguém gosta disso, você também não gostaria. Dá para ver que você também esta precisando de ajuda. Quando você fala: "meu atual marido", fico pensando no que aconteceu com seu primeiro marido?
Se o seu "atual" marido tem tantos problemas com a "língua solta" e você ainda convive com ele, então é você que Deus pode usar para ajudá-lo, Já pensou em compartilhar este post com ele?
Ore ao Senhor pedindo a sua ajuda para saber como ajudar, se quer realmente ajudá-lo o levará a conhecer a verdade, e isso já será de grande ajuda, pois a palavra de Deus desperta em nós uma consciência sadia.
Lembre-se falar dos defeitos das pessoas para os outros não é uma atitude cristã, mas encarar a pessoa cara a cara, e lhe falar com AMOR sobre seus defeitos é uma atitude corajosa e de verdadeira amizade.
Vou orar por vocês, não vou pedir pelo seu atual casamento, mas vou pedir para que Deus restaure primeiro a sua vida, depois a vida do seu primeiro marido, e por último a vida do seu "atual marido", e assim o Senhor faça a sua soberana vontade em suas vidas, lembre-se a vontade de Deus será sempre o melhor para vocês, amém.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...